(Re) Construção

(Re) Construção
  Copy


More Options: Make a Folding Card




Storyboard Description

Uma pequena andorinha de loiça vê-se perdida e sem chão quado o patriarca da sua família sofre um triste destino, desaparecendo fisicamente para sempre da sua presença e sendo substituído rapidamente por uma outra andorinha que não se parece enquadrar naquele espaço. A pequena andorinha percorre então um caminho que parece não ter fim, até que, como por magia a sua existência se tornasse real.

Storyboard Text

  • 1º plano
  • 2º plano
  • 3º plano
  • • Plano simples de uma frontaria alentejana, laranja e branca como manda a tradição. • Sobre a ombreira da porta estão posicionadas 4 andorinhas de loiça como se estivessem numa árvore genealógica. • O plano aperta até estarem apenas as 4 andorinhas centradas no ecrã. • Subitamente acontece um tremor de terra.
  • 4º plano
  • • Neste plano, graças ao tremor de terra, a andorinha maior, que representava o patriarca daquela família, cai e estilhaça-se no chão. • Nós seguimos, através de um movimento de câmara, o trajecto que a andorinha patriarca faz até ao chão.
  • 5º plano
  • • Neste plano, o caminho que percorremos durante a queda volta atrás e no lugar da andorinha patriarca já está uma outra andorinha de loiça, porém, um pouco mais pequena, com uma cor diferente e com um posicionamento diferente das restantes 3 andorinhas. • Mais uma vez acontece um tremor de terra e a mais pequena das 3 restantes andorinhas iniciais cai também.
  • 6º plano
  • • Percorremos mais uma vez o trajecto da queda de uma andorinha, porém, quando era suposto esta ter o mesmo triste destino que a anterior, o chão já não existe e a andorinha continua simplesmente a cair.
  • • Neste plano, em vez de vermos a andorinha de frente, a câmara posiciona-se por cima da andorinha enquanto esta cai em espiral por um buraco com pouca ou nenhuma cor (tons de cinza) - esta queda é acompanhada por uma música triste e de tom baixo. • À medida que a andorinha vai caindo, surgem certos picos de luz acompnhados de sons de vivacidade. • O buraco pela qual a andorinha vai caindo começa então a ficar colorido, como se ela caísse agora por um tornado cheio de luz.
  • • Ao fim de um determinado tempo de queda, quando o buraco já for uma imensidão de luz e cor a andorinha começa a cair a pique (em queda livre) como se já estivesse confiante do que está a fazer, a música acompanha os acontecimentos tornando se mais "épica" e começamos a ouvir o barulho característico das andorinhas, aumentado, como se algo se quisesse libertar. • Começa a sair uma luz de dentro da andorinha de loiça e esta transforma-se numa andorinha verdadeira. Começam os créditos.
Explore Our Articles and Examples

Try Our Other Websites!

Photos for Class – Search for School-Safe, Creative Commons Photos (It Even Cites for You!)
Quick Rubric – Easily Make and Share Great-Looking Rubrics
abcBABYart – Create Custom Nursery Art