https://www.storyboardthat.com/pt/lesson-plans/um-conto-de-duas-cidades-por-charles-dickens


Tale of Two Cities Planos de Lição

Atividades do aluno para Um Conto de Duas Cidades

Um conto de duas cidades se desvia do típico formato dickensiano, em que os nomes bobos e o humor são postos de lado para se concentrar em uma análise mais séria de um dos períodos mais tumultuados da história mundial. No entanto, Charles Dickens mantém sua crítica social do mundo europeu, assim como seus outros romances populares. Em um mundo onde a nobreza alegremente atropela crianças em carruagens de cavalos, prega palavrinhas inocentes nas ruas e mantém um sistema de privilégios em detrimento da saúde econômica do país, a Revolução Francesa fornece a Dickens o cenário perfeito para analisar os limites da justiça e o que acontece quando uma classe dominante continua a suprimir a vontade do povo. Ao fazer isso, Dickens explora temas importantes, como a natureza destrutiva da vingança, a revolução, a importância do sacrifício e da ressurreição.



A revolução Francesa

Para melhor compreender este romance e as motivações dos personagens, os estudantes devem ter uma sólida compreensão das causas e efeitos da Revolução Francesa, especialmente as tensões entre a aristocracia e os camponeses. Enquanto a Revolução Francesa foi inspirada por muitos dos ideais iluministas que inspiraram a Revolução Americana, as coisas não correram tão bem para os cidadãos franceses e há razões importantes para isso. Felizmente, nosso Storyboard That professores de história criaram um guia completo para o professor da Revolução Francesa que tem algumas atividades úteis para fazer os alunos pensarem sobre os aspectos importantes desse período de tempo.


Algumas causas importantes da Revolução para rever com os alunos incluem:

  • Pobres colheitas e escassez de alimentos
  • Dívida extrema causada pelo envolvimento francês em guerras, incluindo a Revolução Americana
  • O sucesso da Revolução Americana
  • Os ideais do Iluminismo , incluindo os direitos dos cidadãos e homens
  • O sistema de castas que perpetuou a pobreza e a exploração daqueles que não estão na aristocracia
  • As monarquias absolutistas que rapidamente perderam poder e influência em outras partes da Europa também

A Bastilha

A Bastilha era um símbolo de opressão e abuso de poder, já que muitos dos que foram presos nunca foram a julgamento. Em vez disso, eles passaram anos em células escuras, sozinhos com seus pensamentos - e muitos perderam suas mentes nesse isolamento, como o Dr. Manette. A Bastilha foi uma fortaleza que remonta ao século 14, e tornou-se o foco da ira dos revolucionários com o Assalto da Bastilha em 14 de julho de 1789.


Perguntas essenciais para um conto de duas cidades

  1. Quais responsabilidades os líderes têm para com seu pessoal?
  2. Por que a igualdade é um conceito tão importante para as pessoas?
  3. Como o sacrifício pode fazer uma pessoa se sentir completa?
  4. Como o poder e o dinheiro podem corromper as pessoas?
  5. Por que a busca de vingança às vezes é mais destrutiva do que o crime original?
  6. Quais são algumas coisas que podem corromper as intenções idealistas originais de uma revolução?
  7. Uma pessoa pode renunciar verdadeiramente ao nome e à história da família?

Atribuições da Imagem
Encontre mais atividades e planos de aula como este na nossa categoria ELA da High School!
*(Isso iniciará uma prova gratuita de 2 semanas - Não é necessário cartão de crédito)
https://www.storyboardthat.com/pt/lesson-plans/um-conto-de-duas-cidades-por-charles-dickens
© 2021 - Clever Prototypes, LLC - Todos os direitos reservados.