O Espelho - Machado de Assis - 3
Updated: 12/10/2020
O Espelho - Machado de Assis - 3

Storyboard Text

  • O sono dava-me alívio, eliminando a necessidade de uma alma exterior, deixava atuar a alma interior. Nos sonhos fardava-me, orgulhosamente e prometiam-me o posto de tenente, outro o de capitão ou major e tudo isso fazia-me viver.
  • Quando acordava, esvaía-se com o sono a consciência do meu ser novo e único , a alma interior perdia a ação exclusiva, e ficava dependente da outra, que teimava em não tornar.
  • Em certa ocasião lembrei-me de escrever alguma coisa, sentei-me e tracei no papel algumas palavras e frases soltas, para intercalar no estilo. Mas o estilo, como a tia Marcolina, deixa-se estar.
  • No fim de oito dias, deu-me na veneta olhar para o espelho. Olhei e recuei. O vidro não me estampou a figura nítida e inteira.
  • Vou-me embora...
  • Lembrei-me de vestir minha farda de alferes. Vestia-a, aprontei-me de todo, e... O vidro reproduziu a figura integral, era eu mesmo, o alferes, que achava, enfim, a alma exterior.
  • Daí em diante. fui outro. Cada dia, a uma certa hora, vestia-me de alferes, e sentava-me diante do espelho, no fim de duas, três horas, despia-me outra vez. Com este regímen pude atravessar mais seis dias de solidão, sem os sentir...
Over 15 Million Storyboards Created
Storyboard That Family