https://www.storyboardthat.com/pt/lesson-plans/um-único-fragmento-de-linda-sue-park

A Single Shard by Linda Sue Park


O livro vencedor do Newbery Award, A Single Shard, é sobre um menino chamado Tree-ear, que ficou órfão ainda jovem e foi levado por um homem de uma perna chamado Crane-man. Situado na Coreia do século XII, Tree-ear começa a trabalhar para um oleiro chamado Min, que é conhecido por sua habilidade de mestre e atenção aos detalhes. Quando Tree-ear sai em uma jornada para divulgar o trabalho de Min, a verdadeira aventura começa. A Single Shard é uma história belamente trabalhada sobre um jovem com fortes valores morais e uma excelente ética de trabalho.

Atividades do aluno para Um Único Fragmento de Linda Sue Park



Resumo de um único fragmento

Tree-Ear vive sob uma ponte na pequena vila costeira de Ch'ulp'o com seu querido zelador, Crane-man. O homem-guindaste ganhou esse nome porque ele só tem uma perna e muitas vezes se parece com uma garça quando anda. Tree-Ear, que recebeu o nome de um cogumelo que cresce sem a semente dos pais, ficou órfão muito jovem, quando seus pais morreram de doença. Tree-Ear é obcecado pela arte da cerâmica e passa os dias observando e admirando o trabalho dos oleiros da aldeia.

Um dia, Tree-Ear entra furtivamente na casa de Min, um dos melhores oleiros da região, quando ele não está em casa. Enquanto admira o trabalho de Min, o oleiro chega em casa e fica furioso e acusa Tree-ear de roubar, fazendo Tree-ear derrubar um pedaço do trabalho de Min. Tree-ear implora a Min, insistindo que ele está lá apenas para ver suas criações, e se oferece para trabalhar para ele pagar o que quebrou. Min concorda relutantemente, e Tree-ear tem esperança de poder aprender com o mestre oleiro. As esperanças de aprendizado de Tree-Ear são frustradas quando Min lhe dá outro trabalho para fazer, como cortar e transportar lenha e carregar argila pesada. Tree-Ear deseja poder trabalhar com Min, mas é grato pelo jantar que é fornecido a ele, metade do qual ele guardaria e traria para o Crane-man. Quando a esposa de Min percebe que ele está guardando comida para outra pessoa, ela começa a enchê-la novamente para que ambos possam ter uma refeição completa. Tree-Ear fica comovido com sua bondade.

Depois que sua dívida é paga, Tree-ear continua a trabalhar para Min e começa a formar um vínculo com a esposa de Min, cujo nome é Ajima. Tree-Ear também descobre o trabalho de outro mestre oleiro, Kang. Ele é um homem de grande habilidade e usa uma técnica que Tree-Ear nunca viu antes. Tree-ear considera contar a Min sobre essa descoberta, mas decide não fazê-lo, apesar de sua feroz lealdade a Min. Um dia, espalha-se a notícia de que um emissário real virá à aldeia em busca de cerâmicas para o palácio. Os ceramistas da vila começam a trabalhar criando vasos próprios para a realeza, e chega o dia em que o Emissário Kim chega. Kim fica impressionado com o trabalho de Min e Kang e organiza outra viagem para ver mais dos oleiros em um mês.

Min começa a trabalhar, experimentando a técnica com suas próprias peças. Ele fica indignado quando os vasos são destruídos no forno, e quebra todo o seu trabalho duro no chão. Ele é incapaz de fazer mais antes do retorno do emissário Kim, e Kang é escolhido para fazer a cerâmica para o palácio. No entanto, Kim está bastante impressionado com o trabalho de Min e diz a Min que ele teria preferido seu trabalho ao de Kang. Kim diz a Min que se ele criasse um vaso com o trabalho de incrustação e trouxesse uma amostra para Songdo, ele encomendaria Min para o palácio. Tree-ear ouve essa conversa e se oferece para fazer a viagem em nome de Min. Quando os navios estão prontos, Tree-ear parte a pé para Songdo. A viagem começa sem dificuldades, até que um dia, na cidade de Puyo, Tree-ear é roubado em um penhasco de montanha por dois homens. Os homens pegam suas moedas e jogam a cerâmica de Min no penhasco. Tree-ear escuta horrorizado enquanto os ouve se espatifando no chão. Recusando-se a desistir quando chegou até aqui, Tree-Ear se aventura montanha abaixo e encontra cacos de vasos quebrados no chão. Uma peça é grande o suficiente para mostrar o trabalho de Min, então Tree-ear pega e continua seu caminho. Quando ele chega ao palácio e finalmente consegue falar com o Emissário Kim, Tree-ear explica o que aconteceu em sua jornada e Min recebe a encomenda do palácio. Tree-Ear é colocado em um navio e viaja com segurança para casa, cheio de orgulho e entusiasmo.

Quando Tree-ear chega em casa, ele fica emocionado em contar a Min as boas notícias, mas Min tem algumas más notícias para ele; O homem-guindaste morreu de uma queda acidental da ponte na água fria. Tree-Ear fica arrasado com a perda de seu querido amigo e também preocupado com quem vai cuidar dele. Min e Ajima se oferecem para aceitar Tree-ear como se fossem seus, e perguntam se eles podem chamá-lo de Hyung-pil. Min promete ensinar Tree-ear, agora conhecido como Hyung-Pil, a arte da cerâmica, e Tree-ear está animado para enfrentar seu futuro, um dia de cada vez.


Perguntas essenciais para um único fragmento

  1. Qual é a relação entre Tee-ear e Crane-man?
  2. Que desafios Tree-ear enfrenta ao longo da história?
  3. Quais são alguns dos temas desta história?

Encontre esses planos de aula e outros semelhantes em nossa Categoria de Ensino Médio!
*(Isso iniciará uma prova gratuita de 2 semanas - Não é necessário cartão de crédito)
https://www.storyboardthat.com/pt/lesson-plans/um-único-fragmento-de-linda-sue-park
© 2021 - Clever Prototypes, LLC - Todos os direitos reservados.